fbpx
Watts e Lúmens

WATTS E LÚMENS: Entenda as principais diferenças

O uso de energia elétrica é uma constante da nossa rotina. Usar conscientemente este recurso
essencial nas mais variadas práticas, dado a aceleração da urbanização, é uma escolha
responsável que impacta inúmeras esferas. Desde o meio ambiente buscando utilizar energia
de forma sustentável ao modo como as pessoas interagem com a iluminação dos espaços que
a cada dia avançam em tecnologias, destacando, sobretudo, o financeiro e os aspectos
econômicos para o bolso de quem consome.


Sabemos que as Lâmpadas LED revolucionaram o setor de iluminação bem como todo
segmento elétrico. Se destacando pelo seu desempenho em gerar fluxos luminosos exigindo
uma potência reduzida, não se desgastando com facilidade na geração de energia. Portanto,
apresentando maior eficiência e gerando mais economia.


Porém, é necessário entender o que está escrito na embalagem da sua lâmpada e ir além,
entender que potência, comumente descrita como watts, é o seu gasto e não a intensidade da
sua luz. E a unidade responsável para descrever o fluxo luminoso são os lúmens. Portanto, em
conta matemática, a equação é a seguinte: quanto maior os lúmens emitidos e menor a sua
potência, maior será a eficiência energética do seu equipamento de iluminação.

WATTS E LÚMENS: Afinal, o que eu ganho na prática? Qual a melhor opção?

Diferente das opções convencionais, as lâmpadas LED não possuem filamento, resultando em
melhor performance energética por não se desgastarem na produção de calor. Por dentro dela
existe uma fita de LED que produz luz própria, quando em contato com a corrente de energia
elétrica. Pontuando seu próprio circuito eletrônico que ajusta a tensão necessária para o pleno
funcionamento da lâmpada.

Em suma, em comparação com outras lâmpadas, a exemplo das halógenas e eletrônicas e
utilizando o mesmo parâmetro de condições de energia, as lâmpadas LED ganham em
performance de eficiência e em durabilidade. O Inmetro aponta que a tecnologia pode
apresentar uma duração de até 25 vezes maior que as lâmpadas incandescentes e 4x maior
que as fluorescentes compactas.

Não mencionando apenas sua potência em comparação com as outras lâmpadas, é preciso se
atentar ao valor dos lúmens quanto o de watts, sendo estes os responsáveis pelo consumo de
energia.

Watts e Lúmens

As lâmpadas halógenas consomem mais watts e emitem menos luz, pois ela transforma em
calor e não em iluminação eficiente, gastando boa parte da energia que consomem para
alimentar o reator.


Confira a ilustração em números:

Lâmpadas LED Philips: Caminhos para economia de energia

A exemplo da tecnologia LED da marca líder do setor, a Philips, uma lâmpada LED Bulb Philips
possui uma vida de 25.000 horas. Traduzindo que, se utilizada 3 horas por dia, ela vai durar
cerca de 25 anos, até a próxima necessidade de troca.


Além disso, elas se destacam por consumir até 90% menos energia do que as lâmpadas
tradicionais, sendo que em pouco tempo você terá o retorno do seu investimento com a
redução no valor de sua conta de energia. Ressaltando em qualidade, você obtém uma
iluminação mais brilhante com mais intensidade (maior fluxo luminoso) para o mesmo
consumo de energia.