Notícias | Giga Security

Conheça as tecnologias utilizadas para acessar sua câmera de segurança

Para facilitar a vigilância das pessoas e dos bens que mais amamos, o acesso remoto é um serviço indispensável para integração junto ao CFTV. Dessa forma, é possível monitorar todo o ambiente de forma otimizada, contando com áudio e detecção de movimento. Neste artigo, vamos conhecer algumas opções para que você possa acessar câmera de segurança com maior praticidade.

Com esses meios de conexão, o usuário acessa o monitoramento por meio de dispositivos móveis como o próprio celular, tornando todo o processo de vigilância bem mais cômodo. Com o smartphone já na mão, fica bem mais fácil contatar a polícia em caso de movimentação estranha em sua residência. Vamos mostrar algumas importantes tecnologias que facilitam esse acesso. Confira!

Acesso via nuvem

O serviço via nuvem é a forma mais simples de conferir acesso às imagens por meio da internet. Com essa opção, o usuário pode economizar tempo e driblar configurações mais rebuscadas que envolvam roteadores e portas, já que o acesso pela nuvem ou pelo sistema P2P são regularmente oferecidos pelos próprios fabricantes dos CFTVs como forma de facilitar a implementação.

É interessante notar que a ascensão do formato em nuvem acompanha as tendências da transformação digital — uma era em que os diversos equipamentos eletrônicos permanecem online 24 horas para otimizar todas as tarefas, sejam profissionais ou pessoais.

Nesse sentido, aparelhos como os nossos notebooks, celulares e tablets, devidamente conectados à nuvem, proporcionam agilidade e praticidade para o seu sistema de vigilância. Ter a opção de comandar o CFTV por um leve navegador de internet é indispensável para incrementar o nível de segurança da propriedade.

O circuito fechado em nuvem, portanto, funciona por meio do armazenamento das imagens geradas pelas câmeras em servidores remotos bem estruturados para lidar com o volume de capturas. Essa tecnologia facilita a gravação proporcionada pelas câmeras IP, integrando duas soluções digitais de alta capacidade.

Acesso via DDNS

O DDNS, como sugere a nomenclatura, é um complemento para o popular sistema DNS. Quando os computadores se comunicam na rede, é utilizado um endereço numérico, o IP. O DNS é o sistema que evita que precisemos digitar complexas sequências numéricas para acessar os nossos sites favoritos, traduzindo esses números para uma combinação mais acessível de letras (ou domínio).

O DDNS tem a função de criar um nome de endereço fixo para representar o IP de determinado usuário. Mesmo que esse endereço mude, o DDNS continua o mesmo. Desse modo, o serviço de acesso direto às imagens por esse modelo possibilita que o usuário do CFTV associe os seus equipamentos, como gravadores de vídeos e câmeras, a um domínio.

A taxa anual pode ser considerada um pouco mais elevada que as outras opções de acesso remoto, mas os benefícios são bastante atrativos. O nível de complexidade da configuração da estrutura é compensado por:

  • maior segurança de acesso e das informações;
  • a velocidade otimizada de transferência de dados;
  • capacidade superior, em comparação à nuvem, de acesso simultâneo às câmeras.

Acesso via aplicativos diversos

Além das conexões via nuvem e DDNS, vários aplicativos podem ser instalados para otimizar o acesso remoto ao seu sistema de segurança. Há uma boa gama de opções gratuitas e de alto nível. Vamos conferir algumas delas.